O Burúndi – ou República do Burúndi, seu nome oficial – é um pequeno país da região dos Grandes Lagos Africanos. Sem saída para o mar, faz fronteira com Ruanda (ao norte), Tanzânia (ao leste e ao sul) e República Democrática do Congo (a oeste).

Um dos cinco países mais pobres

Integrante da África Central, o Burúndi tem a maior parte de seu território em um planalto cujas altitudes, bastante variáveis, vão de 772 m a 2.670 m acima do nível do mar. Grande parte de sua fronteira a sudoeste é adjacente ao Lago Tanganyika, assim como a capital, Bujumbura.

O país é um dos cinco mais pobres do mundo, apresentando um dos mais baixos PIBs per capita. Densamente povoado, tem sofrido com guerras, corrupção e acesso limitado a educação. Em umsubstancial movimento de emigração, muitos de seus jovens procuram por oportunidades em outros lugares. Além disso, é o menos globalizado entre os 140 países avaliados pelo Índice de Conectividade Global da DHL (empresa de logística internacional).

884 milhões de pessoas não têm acesso à água potável

Um fator de importância igual ou até superior à questão alimentar, o acesso a água potável segura foi declarado pela ONU, em 2011, um direito básico do ser humano. Ainda assim, está fora do alcance de cerca de 884 milhões de pessoas, segundo a OMS. Estudos recentes mostraram que menos de 40% da população rural e apenas 27% das crianças em idade escolar têm acesso a água limpa, o que leva à ampla disseminação de doenças como o cólera e a diarreia. As caminhadas em busca de água, geralmente longas e a cargo de meninas e mulheres jovens, agravam o problema e consomem um tempo que deveria ser dedicado à escola e aos estudos.

Construções de instalações potável para 5.000 pessoas

Como parte de suas ações de responsabilidade social, a Sika participou de um projeto com foco nas aldeias de Kagwema e Rukaramu, a noroeste de Bujumbura. Essas são duas das regiões mais carentes do planeta em termos de disponibilidade de água potável. A fundação Global Nature Fund (GNF) possibilitou, com o apoio da Sika, o acesso a água potável limpa para cerca de 5 mil pessoas – muitas delas, crianças.

O projeto foi uma parceria com a organização ambiental Biraturaba, do Burúndi, e especialistas em água da Pureflow, do Quênia. A GNF também organizou treinamentos ambientais voltados para o gerenciamento de recursos naturais e energias renováveis.

 

Perfuração de Lençóis freáticos sem energia elétrica

Nas duas áreas do projeto, o suprimento de água potável foi assegurado pela escavação de novos poços com acesso aos lençóis freáticos, processo supervisionado pelo especialista queniano David Maina. Assim como ocorre em muitas regiões da África, o fornecimento localde energia mostrou-se bastante instável.

Para contornar o problema, os poços receberam bombas solares fotovoltaicas, permitindo que os moradores extraiam água independentemente da rede elétrica principal. É possível também obter água potável em um quiosque local equipado com reservatório, ainda que por uma pequena taxa.De acordo com Emmanuel Nshimirimana, líder do projeto, o apoio da população cresceu significativamente diante do êxito dos trabalhos. A descoberta de água em Kagwema chegou a causar uma grande aglomeração ao ser anunciada, atraindo centenas de pessoas quase imediatamente. O incidente mostrou o quão importante é um suprimento seguro de água potável – sobretudo para as regiões rurais do Burúndi.

 

Formação ambiental em higiene e sustentabilidade

Ainda como parte do projeto, foram realizados diversos eventos informativos abrangendo treinamentos ambientais, de higiene e de sustentabilidade.

Esses workshops trouxeram informações importantes sobre energia renovável e sobre o uso racional de recursos naturais para líderes comunitários, diretores escolares e professores. Durante os eventos, os participantes puderam também expandir sua compreensão sobre problemas relacionados à água e à higiene.

Por fim, em adição a essas medidas de educação ambiental, técnicos locais foram treinados para manter os equipamentos em bom funcionamento após o término do projeto.

 

Confira mais grandes projetos do Global Nature Fund.
Assista ao filme sobre Projetos de água potável na África.