A BBC citou recentemente o Instituto Nacional de Estatísticas (ISTAT) da Itália que afirma que 4,6 milhões de pessoas naquele país atualmente não têm condições de comprar bens e serviços "essenciais para evitar formas graves de exclusão social". Os níveis de pobreza estão agora em seu ponto mais alto desde que os registros foram compilados pela primeira vez, em 2005. No sul, menos desenvolvido, 10% das pessoas vivem em pobreza absoluta.

 

Mais de um milhão de italianos são incapazes de pagar por necessidades básicas

A mídia italiana disse que algumas das mudanças podem ser atribuídas a famílias de imigrantes, visto que quase um terço dessas vive em absoluta pobreza. Mais de 153 mil imigrantes chegaram à Itália no ano passado. O número de pessoas que vivem em situação de pobreza na Itália dobrou desde 2012. Mais de um milhão de italianos não têm condições financeiras de comer carne ou pagar por necessidades básicas, como o aquecimento das suas casas. Estima-se que a pobreza na Itália seja mais aguda do que nunca nos últimos 16 anos.

 

12% das famílias italianas são consideradas pobres pelas autoridades oficiais

Pobreza relativa é definida como uma família de dois membros que vivem comum salário mensal de 991 euros ou menos. Isso se aplica a cerca de 12% das famílias na Itália. Cerca de 8% da população italiana vive em pobreza total, ou seja, abaixo do padrão mínimo de vida aceitável.

 

Maior recessão desde a Segunda Guerra Mundial

"É um lembrete, como se fosse necessário, da gravidade e escala da recessão da Itália, a mais longa desde a Segunda Guerra Mundial. A Itália pode ter tido o retorno triunfal entre os mercados globais de dívida soberana, mas não parece que sua economia vai voltar ao normal, e ela nem era forte para começar", disse Nicholas Spiro, chefe da Estratégia Soberana Spiro sobre o relatório do ISTAT.

 

40% dos jovens italianos no desemprego

A recessão está cobrando um preçoalto, mergulhando atualmente cerca de 40% dos jovens italianos no desemprego. Um terço das pessoas com idades entre 15 e 29 anos estão sem estudar ou sem trabalhar. E apenas 58% daqueles que se formaram na faculdade conseguem encontrar emprego fora da escola. Isso está muito abaixo da média de 77,2% da Europa como um todo.

 

Diferença econômica entre o Norte e o Sul

De acordo com o INSTAT, a pobreza especialmente no sul da Itália aumentou incríveis 90% nos últimos cinco anos, um indicador claro da diferença econômica entre o Norte e o Sul do país. 16,6% das famílias que vivem em situação de pobreza na Itália não estão recebendo nutrientes suficientes.

 

"Cozinha de Sopa" para os pobres

A ONG Associação Caterina Onlus dá assistência exatamente onde a ajuda é necessária. A organização foi formada em 2006 e, desde então, cuidou da fatia mais pobre da sociedade na província italiana de Salerno, no sul do país. Em 12 de abril de 2011, foi inaugurada sua "cozinha de sopa". Essa propriedade de 400 m² foi inteiramente financiada por voluntários e doadores.

 

Um novo centro de medicamentos e suporte

O edifício do refeitório fornece aprox. 300 m² de espaço adicional onde a "Associação Caterina" pretende dar atenção a algumas das dificuldades mais graves da população carente. Assim, o edifício também inclui modernas áreas médicas que estão disponíveis aos mais vulneráveis, como grávidas, crianças, imigrantes e idosos em dificuldades econômicas, dando-lhes acesso a um direito básico: cuidados de saúde.

 

Serviços de saúde por médicos voluntários

Os voluntários médicos que aderiram ao projeto fornecerão serviços de saúde permanentes que darão a muitas famílias acesso a cuidados de saúde. Médicos treinados fornecerão cuidados pediátricos, ginecológicos e gerais. O departamentode ginecologia cuidará de grávidas e seus bebês, enquanto os clínicos gerais prestarão assistência a outros pacientes.

 

A Sika Itália fornecerá refeições quentes ao longo de 2016 e equipamentos médicos além do sistemas Sikafloor®

A Sika Itália fornecerá refeições quentes ao longo de 2016 e equipamentos médicos para apoiar suas atividades diárias. Além disso, a Sika está instalando nos pisos das instalações médicas os sistemas Sikafloor® como uma solução higiênica, durável e compatível com o meio ambiente.

 

Leia mais sobre o NGO Caterina Onlus

Visite Sika Itália