Myanmar (população: aprox. 55 milhões) abrange uma área total de 676.578 km². É uma nação com várias religiões e diversos idiomas nativos. À medida que Myanmar continua a se abrir para o mundo exterior, mais estrangeiros estão se aventurando nesse país fascinante. A Liga Nacional para a Democracia, liderada por Aung San Suu Kyi, chegou ao poder em Myanmar na histórica eleição geral de novembro de 2015, e o país está abraçando a mudança. Como uma nação que passou por décadas de duro governo militar, isso enche as pessoas de esperança, embora se mantenham cautelosas. No entanto,em 2013, Myanmar foi classificado como tendo baixo índice de desenvolvimento humano, na posição 150 entre 187 países. Agora, o país está passando por uma rápida transição e abriu sua economia. Tomamos um voo da vizinha Bangkok para a maior cidade de Myanmar, Yangon, a fim de visitar Torsten Novack, Gerente Geral da Sika Myanmar.

 

Quais são seus segredos pessoais para liderar uma equipe?

Eu não acho que haja algum segredo.Trabalhamos com pessoas de diferentes origens e culturas. Nem todos tiveram a sorte de cursar uma faculdade, mas todos os meus colegas são curiosos, gostam de explorar coisas novas, estão dispostos a aprender e são altamente motivados. Como Gerente Geral da Sika, é minha responsabilidade identificar os pontos fortes da minha equipe para que possamos liderá-los e orientá-los, dando-lhes uma oportunidadede desenvolvimento e permitindo que eles se tornem a espinha dorsal da nossa pequena organização e trabalhem juntoscomo parte da família Sika.

 

Qual é a primeira coisa que vem à mente quando alguém lhe pergunta como é trabalhar em Myanmar?

Bem, quando a Sika me enviou para cá em setembro de 2012, eu tinha um laptop e US$ 5.000 em dinheiro comigo. Myanmarera um dos últimos mercados inexplorados e me lembrava um pouco da Índia. O país havia acabado de se abrir e começado a implementar um sistema democrático. Percebi que Myanmar tem enorme potencial para a Sika devido às suas necessidades de infraestrutura e ao fatode estar localizado no Oceano Índico, o quecria boas oportunidades para investidores estrangeiros. O país também é rico em recursos naturais. Pessoalmente, foi uma ótima oportunidade para construir algo do zero para a Sika. E foi o que eu fiz.

 

E o mercado da construção? Para que, exatamente, o país precisa da Sika?

O país precisa investir fortemente em infraestrutura, especialmente no setor energético, em pontes e aeroportos, em hotéis, bem como no mercado imobiliário. É aí que a Sika pode prestar apoiotecnológico, especialmente no setor de concreto, para proteger o meio ambiente e os recursos naturais.

 

Há alguma nova tendência na construção?

Neste momento, Myanmar está noprocesso de implementação de normas de qualidade para construção, a fim de garantir condições seguras usando a tecnologia em vez da mão de obra.

 

Qual é o futuro da Sika Myanmar?

O foco principal da Sika Myanmar agora é ser líder de mercado e criar visibilidade para a marca. Posso ver a Sika Myanmar crescendo rapidamente nas próximas décadas até alcançar nossas operações na Tailândia ou no Vietnã em termos de tamanho.

 

O que você mais gosta de viver em Myanmar?

Pessoalmente, gosto de acordar todos os dias para enfrentar novos desafios, trabalhar com minha equipe e ver minha pequena família da Sika Myanmar crescer diariamente.

 

O que você deseja para o futuro do país?

Desejo que Myanmar tenha sucesso tanto no estabelecimento da estabilidade política para atrair investidores estrangeiros como no aumento do nível de educação.