Estamos agora na cidade de Pudasjärvi, localizada na província de Oulu, no norte da Finlândia. A cidade tem uma população de 8.242 pessoas e abrange uma área de 5.867,24 km2, 228,67 km2 dos quais são água. A densidade populacional é de 1,46 habitante por km2. Em área, Pudasjärvi é o segundo maior município da Finlândia e um dos maiores do mundo. Pudasjärvi é famosa pela sua natureza e nela se encontra a área de "fell" (paisagem típica local) mais ao sul da Finlândia, em Syöte.

 

A cidade de Pudasjärvi decidiu construir um campus escolar que combina design moderno com identidade local, além de apoiar novas formas de aprendizado. O edifício já quebrou um recorde porque foi construído quase exclusivamente de toras de madeira ou hirsi, uma especialidade finlandesa, e é o maior do seu tipo no mundo. As toras de madeira vieram de uma empresa local e o projeto empregou trabalhadores locais, mantendo a pegada de carbono ao mínimo graças às curtas distâncias de transporte. Durante o período da construção até maio de 2016, visitantes internacionais foram ao local vindos de lugares distantes, como Coreia do Sul e Austrália. A escola de madeira atraiu tanto interesse internacional como canteiro de obras porque seu campus de quatro edifícios conectados faz dela a maior estrutura de madeira do mundo. Os engenheiros tiveram que lidar com uma variedade de desafios e soluções de construção em termos de material.

 

Os proprietários do complexo de edifícios dizem que estão mais entusiasmados com um grupo específico de visitantes: os próprios alunos que receberão educação entre as paredes da escola de madeira recordista. O complexo de edifícios de madeira de Pudasjärvi abrigará uma escola de ensino fundamental e médio, além de uma faculdade comunitária, a partir do outono de 2016. Ele deve ser mantido usando o que é chamado de modelo de ciclo de vida. A empresa de construção Lemminkäinen Talo Oy será responsável pela manutenção do edifício nos próximos 25 anos, aliviando a carga sobre a comunidade da cidade.

 

As principais características do prédio são sua diversidade e adaptabilidade. Por exemplo, as salas de aula do ensino médio são construídas em torno da área do lobby e podem ser todas combinadas em um grande ambiente de aprendizado. Os telhados das áreas do lobby são apoiados em vigas sujeitas à carga porque a madeira nas paredes vai se contrair ao longo dos anos. O raciocínio do empreiteiro para a utilização de madeira foi superar os graves problemas de ar interno sofridos pela escola antiga. As paredes do novo complexo são de madeira maciça, e os construtores confiam que isso resolverá qualquer problema de mofo ou de ar.

 

A escola tem espaço para 800 alunos. Além de várias escolas, o edifício também integra espaço para institutos não governamentais e um clube esportivo. Os quatro prédios juntos abrangem uma área total de 9.700 m2. A cidade de Pudasjärvi queria investir em um ambiente de aprendizado multifuncional, saudável e moderno. Prédios escolares anteriores tinham problemas de qualidade do ar interno, o que significava que os materiais da nova estrutura tinham de cumprir rigorosas normas de qualidade do ar interno.

 

As instalações do lobby e do refeitório precisavam ter um piso novo durável, fácil de limpar, com baixo nível de emissões e confortável, que não contivesse PVC ou amaciantes e pudesse ser aplicado sem adesivos. O piso também devia ser resistente a altos níveis de tráfego. O escritório de arquitetura Lukkaroinen Architects Ltd escolheu Sika ComfortFloor® como a solução ideal para facilitar a manutenção e garantir o conforto. O revestimento elástico e resiliente Sikafloor®-330 foi aplicado à superfície lisa do piso. Após a secagem, o revestimento de superfície fosco Sikafloor®-304 W, que não amarela, foi aplicado por cima para garantir resistência ao UV. A equipe do complexo aprecia o sistema de piso, comentando que "as pernas não ficam cansadas depois de um dia de trabalho. Realmente, dá para sentir a elasticidade".

 

O prefeito da cidade ressalta que eles escolheram a madeira como material de construção visto que haviam encontrado enormes problemas com a qualidade do ar no passado e o ciclo de vida dos edifícios públicos de concreto era muito curto (apenas 30 a 40 anos), agravado pelo fato de que os reparos não tinham sido muito bem-sucedidos.

 

A madeira equilibra eficazmente as condições de calor e umidade internas. O material é ecológico, renovável e biodegradável. A madeira natural limpa reduz o estresse, gera sentimentos positivos e tem efeitos atenuadores do som. Neste outono, centenas de alunos voltarão à escola. Já há rumores de que um grande número deles planeja estudar engenharia, porque ficaram tão felizes com seu novo ambiente que eles mesmos querem criar edifícios de madeira no futuro.

 

Informações sobre o modelo PP da empreiteira Lemminkäinen Talo Oy e da escola.

Mais informações sobre a Sika Finlândia.