Localizada na costa oeste da Suécia, Gotemburgo tem aproximadamente 580.000 habitantes na área urbana e cerca de 1 milhão de habitantes na área metropolitana. É segunda maior cidade da Suécia e a quinta maior dos países nórdicos. Biskopsgården, um de seus bairros, integrou o programa habitacional Um Milhão de Apartamentos.

Programa ambicioso de habitação pública

Miljonprogrammet (algo como “Programa do Milhão”) é o nome dado pelos suecos a um programa de habitação pública implementado entre 1965 e 1974 pelo Partido Social democrata da Suécia para garantir que todos tivessem acesso a moradia a um preço razoável. Sua meta era construir,ao longo de dez anos e em um país cujapopulação chegava aos oito milhões de habitantes, um milhão de novas unidades habitacionais. Foi o programa habitacional mais ambicioso do mundo em sua época.

Pisos de madeira ecológicos e resistentes ao stress

Em 2016, foi construída a escola pública Landamäreskolan, para 450 alunos da pré-escola à 3ª série. O governo local de Gotemburgo, com grandes expectativas, deu considerável liberdade ao arquiteto para conceber o projeto. Todavia, pensar no longo prazo tem sido importante para empreiteiros e arquitetos. Isso significa pensar em sustentabilidade de duas maneiras diferentes: com foco na ecologia e também na resistência aos estresses a que uma escola está exposta diariamente. A orientação educacional inovadora do diretore demais educadores foi expressa na estrutura interna da construção e na opção pelo plano aberto. Apesar das ambiçõe sem relação à forma e ao material,o prédio foi construído dentro dos limites do orçamento determinado.

A escola como local de encontro

Seu planejamento incorporou ideias sobreo uso das áreas públicas do edifício fora do horário escolar. A biblioteca multimídia, o restaurante e o salão de esportes são destinados a servir como pontos focais para as atividades dos moradores – uma escola "no meio da aldeia", funcionando como ponto de encontro e centro cultural. O salão de esportes com assentos panorâmicos também pode ser usado para apresentações de filmes, performances e palestras.

Corpo de madeira em forma de "S"

Os arquitetos Wahlström & Steijner buscaram inspiração para a forma da Landamäreskolan no terreno inclinado e na floresta de pinheiros em volta. O resultado: o edifício escolar exclusivo, bonito ediferenciado, concluído no outono de 2016, foi cuidadosamente pensado para o seu local e finalidade. Sua estrutura de madeira em forma de “S” complementa a topografia do local e abriga desde áreas administrativas, bibliotecas e salas de aula até o refeitório, academia e abrigo.

Organic form and open plan solution

O cliente havia solicitado formasorgânicas e uma solução de plano aberto. Segundo o arquiteto Jürgen Wahlstrom, após muitos estudos o escritório optou pela junção de duas meias elipses para compor um fluxo estendido por todo o edifício. Uma vez que terreno é ligeiramente inclinado, com 3 m de queda de uma ponta à outra, os arquitetos escolheram criar três níveis com duas articulações de 1,5 m entre os planos.

Tratamentos térmicos (Thermowood)

As florestas de pinheiros dos arredores estão refletidas nas fachadas de madeira de pinho, sejam estas em estado bruto ou tratadas termicamente(Thermowood), e também no telhado verde. Mesmo nos ambientes interiores a madeira se faz presente: as paredes são de madeira compensada de bétula, e os pisos, de parquet industrial cinza – dois materiais belos e duradouros.

Salas de ensino flexíveis

Em vez de salas de aula tradicionais para um professor e 25 alunos, a Landamäreskolan tem dez salas adaptáveis que podem ser usadas devárias maneiras por grupos de diferentes tamanhos.

Salas de aula ao ar livre tipo anfiteatro

“São mais como dois andares amplos onde podemos criar diferentes espaços. No pátio da escola, temos duas salas ao ar livre semelhantes a anfiteatros para aulas e apresentações ”, diz Jürgen Wahlström. Os arquitetos buscaram suas soluções para os ambientes interiores no diálogo com os educadores da escola. A Landamäreskolan passou a funcionar no outono de 2016.

Piso de madeira com redução de ruído

Como alternativa ecologicamente correta ao PVC, os arquitetos escolheram pisos de madeira maciça, cuja durabilidade é de longo prazo. Com pelo menos 450 pessoas caminhando frequentemente pelos andares do edifício, é essencial que seja viável lixar o piso em caso de desgaste. Além disso, a madeira cria um ambiente calmo, harmonioso, esteticamente agradável e com nível reduzido de ruído, ideal para ensinar e aprender. O parquet industrial atende a todos esses requisitos e é economicamente competitivo em comparaçãocom outros tipos de pisos demadeira maciça.

Pisos de madeira são expostos a uma área pública com 450 pessoas

Pisos de madeira laminada devem estar firmemente colados ao substrato para suportar o estresse típico uma área pública como uma escola. Para isso, foi especificado o Parkett Elastic Plus, da linha Casco Floor Expert da Sika, recomendado também pela fabricante de pisos de madeira Kasthall. O Parkett Elastic Plus é um adesivo de polímero modificado de silano, confiável, elástico, de alta qualidade e listado na avaliação ambiental sueca Byggvarubedömningen, crucial para este projeto. Foram utilizadas 4,2 t (2.500 L) do produto, com uma cobertura média de 1 L/m².

A montagem do piso seguiu o método convencional: laje de concreto, primer, argamassa, Parkett Elastic Plus, madeira e óleo de cera dura para envernizamento.

 

Saiba mais sobre o Parkett Elastic Plus (em inglês): CASCO